Quer aprender um hobby novo, terapêutico e ainda ter uma renda extra? Venha aprender a Marcenaria

A marcenaria encaixa-se perfeitamente nesse conceito porque é uma prática relaxantes, divertida, dentre outros benefícios além de ser um excelente hobby. É uma forma muito interessante, descontraída, divertida e econômica de obter peças e objetos.

A marcenaria é uma prática que possui inúmeros benefícios, dentre eles, esse de ser uma terapia ocupacional, um exercício para nos manter equilibrados e diminuir o efeito da pressão do dia a dia. Sabemos que a rotina é muito corrida e estressante e ter uma atividade assim é perfeita.

E se praticada com certa regularidade, a marcenaria acaba se tornando uma terapia ocupacional e uma excelente válvula de escape para combater o estresse.

Além de tudo isso, construir seus próprios móveis sob medida é algo muito recompensador de diversos aspectos, afinal de contas, é necessário desenvolver habilidades bem específicas e em alguns casos, totalmente desconhecidas, para quem está começando.

Realmente, é prazeroso pensar em um projeto desde o começo, planejar cada passo e depois, transformar em realidade.

Aprender marcenaria relaxa, descontrai, é divertida e um processo criativo onde você é capaz de criar objetos e móveis planejados que agreguem valor para a sua vida, além de ter a possibilidade de ter uma renda extra.

Claro, todos querem viver tranquilos. Mas você tem a coragem, determinação, foco e força de vontade necessária para sair da zona de conforto e mudar a sua vida?

Venha aprender com o Curso de Marcenaria Básica para Iniciantes

Como aprender a marcenaria como hobby e começar essa prática prazerosa de montar meus próprios móveis? O problema da maioria das pessoas é achar que a marcenaria é complicada e desistir diante dos primeiros entraves.

Na verdade, é bem simples. Sempre quando pensamos em uma oficina de marcenaria, logo vem a cabeça equipamentos caros e sofisticados. Mas com a Martelaria, isso não será necessário.

No nosso Curso de Marcenaria para Inciantes, ensinaremos passo a passo a usar as principais máquinas e ferramentas, onde qualquer pessoa, independente da sua idade, consegue aprender a fazer seus próprios móveis.

As orientações fazem a diferença e com os truques certos, você consegue tirar seus projetos do papel, criar seus móveis rapidamente, relaxar, divertir-se e colocar em prática um hobby saudável.

Você irá aprender na prática:

  • Sobre os diversos tipos de madeira
  • Como escolher e comprar a madeira certa para o seu projeto
  • Aplicação e uso dos instrumentos e das ferramentas manuais de marcenaria
  • Aplicação e uso das máquinas estacionárias e portáteis de marcenaria
  • Processo de Lixamento
  • Tipos de Acabamento
  • Elaboração do Projeto e Plano de Corte
  • E te ensinaremos na prática o passo a passo para produzir o seu próprio móvel

E o melhor… você sairá do Curso com um móvel feito por você mesmo.

Serão no total de 18 horas de muito conteúdo divididos em 6 encontros para explicar tudo o que você precisa saber para começar nesse universo da Marcenaria. Em uma linguagem simples e muita prática.

Lembre-se de que a onda do Faça Você Mesmo chegou forte por aqui, é uma tendência que será duradoura e um dos principais combustíveis dessa onda é a satisfação pessoal. E para finalizar, além de todas essas vantagens, você ainda consegue economizar até 70% ao construir seus próprios móveis, aguçando suas habilidades motoras.

Quer começar na Marcenaria? Confira essas dicas!

Para quem nunca se aventurou no mundo da marcenaria e nem do DIY pode ser uma experiência gratificante e inovadora, afinal, quem não gosta de ter em casa, móveis feitos por você mesmo, e do jeito que sempre quis?

A marcenaria faça você mesmo é uma tendência muito forte no momento. Aliás, em diversas áreas, o chamado DIY tem ganhado cada vez mais adeptos e sido uma boa “válvula de escape” para muitas pessoas no que diz respeito ao processo de descanso da mente e uma forma a mais de se livrar do estresse.

Porém, boa parte deste crescimento deve muito a alguns outros fatores que vão muito além de uma atividade que ajuda a aliviar o estresse.

O movimento faça você mesmo, nada mais é do que o ato de consertar, fazer algo, ou recuperá-lo com suas próprias mãos. Ou seja, um trabalho completamente artesanal, sem qualquer interferência industrial que traz muitos benefícios, como:

• Obtenção de produtos exclusivos;

• Baixo custo;

• Realização de um desejo;

• Alternativa aos móveis que possuem um alto custo;

• Desenvolvimento de criatividade;

• Possibilidade de reaproveitamento de material;

• Terapia ocupacional

No entanto, cada um tem seus motivos, e com você não é diferente, apesar de que os que citamos acima são os mais comuns.

Para quem nunca se aventurou no mundo da marcenaria e nem do DIY pode ser uma experiência gratificante e inovadora, afinal, quem não gosta de ter em casa, móveis feitos por você mesmo, e do jeito que sempre quis?

Esta atividade agora, inclusive tem sido muito facilitada através da internet, onde tem se tornado cada vez mais popular, e por conta disto, inúmeros blogs e sites foram criados com o objetivo de ensinar tal ofício de acordo com os mais variados temas.

Foi então que aqueles que ficaram desejosos de ter produtos exclusivos e fugir desta prática passaram a produzir seus próprios itens. Com isso, a mão de obra e os produtos artesanais foram caindo no gosto popular e acabaram se tornando uma grande alternativa para o mercado consumidor.

Mais recentemente esta prática passou por um incentivo maior ainda com o rápido crescimento e a expansão de vídeos nas redes sociais, sobretudo nas plataformas específicas como o Youtube e o Vimeo.

Você sabe o que é DIY?

Como começar

A sua residência é o melhor lugar para começar. Há sempre um móvel precisando ser consertado ou reformado, ou ainda algumas ideias que podem melhorar bastante o ambiente da casa, como por exemplo, móveis que complementem o quarto das crianças. Se esta for a sua pretensão de projeto inicial, poderá envolvê-las também no processo da escolha do modelo, como também das cores.

Outros ambientes que também são excelentes opções para começar, são a varanda frontal e o jardim da casa, que combinam muito bem com uma banqueta ou mesinha tanto em questão de beleza, quanto em utilidade.

Além destes lugares citados acima, ainda tem o quarto, o banheiro, a cozinha e a garagem. No quarto, banheiro e sala pode-se incluir sapateiras, molduras e estantes; na cozinha e garagem, como o fluxo é maior, e os serviços também precisam ser mais ágeis, móveis novos que facilitem a vida de quem está constantemente por lá, como nichos, pequenos armários, mesas e porta objetos são sempre bem vindos.

Primeiros Passos:

  1. Fazer um planejamento

Para que o resultado seja o melhor possível, é preciso ter acima de tudo planejamento. O primeiro passo é escolher o móvel com o qual se pretende trabalhar, depois, avaliar o que será feito e o local onde o móvel irá ficar.

Tire as medidas do espaço onde pretende colocar o móvel. Decida qual a altura e a largura que você quer que ela tenha quando terminada. Por exemplo, estantes de livros geralmente tem 30 a 40 centímetros de profundidade; mas você pode customizar de acordo com suas necessidades. 

2. Verificar os materiais e equipamentos necessários

Escolhido o projeto e com as especificações devidamente detalhadas, é hora de preparar o material e equipamentos necessários.

Escolha a madeira. Você pode usar placas de madeira maciça que custam mais caro ou materiais industrializadas como o MDF, compensado, etc, que custam mais barato por m2.

3. Fazer o Plano de Corte

O plano de corte serve para esboçar todas as partes do móvel que será construído. Nesta etapa, são detalhados os diferentes materiais e espessuras, inclusive considerando as perdas de espessuras de serra e também as características da máquina e operação.

Ele é usado para garantir um aproveitamento da chapa usada na criação do móvel, além disso, indica a sequência de cortes que serão utilizados para retirar as peças. E ainda, caso necessário, garante o desenho do veio da madeira.

O plano de corte é, aliás, o passo mais importante, pois qualquer erro durante esta etapa inutilizará todo o material que você separou para a atividade, o que não é nem um pouco interessante. Por isso, se você não tem experiência, nós fazemos o Plano de Corte para você.

4. Corte do material e montagem da peça

O quarto passo são os cortes do material e a montagem da peça, dando forma ao móvel ou objeto. É uma etapa que também exige cuidados, mas, é bastante prazerosa, pois, é nela que o seu projeto começa a tomar forma.

5. Acabamento

Para terminar, o acabamento é a etapa onde serão aplicados os processos de proteção à peça e o trabalho para ficar conforme seu gosto com a customização.

Na Martelaria, temos todos os equipamentos necessários para fazer todos os cortes, com máquinas que deixarão os cortes retos e otimizarão o seu tempo para a conclusão do projeto.

Mas muita gente nos pergunta… “Não sei mexer nas máquinas, vocês ajudam?”. E a nossa resposta é SIM! Nós daremos todo o suporte necessário para você, desde a escolha da madeira, explicando o funcionamento de cada máquina, auxiliando no corte e montagem das peças, até a última martelada. E o que é melhor, não cobramos nada a mais por isso! 😉

Precisa de ajuda? Conheça o Workshop de Introdução à Marcenaria Básica

Neste Workshop apresentamos o universo da Marcenaria Básica, tendo o primeiro contato com máquinas e ferramentas. Você vai aprender na prática o que você precisa saber para começar seus projetos, desde a escolha da madeira, até a última martelada. 😉

*Quer mais? Todos os participantes terão direito a 1 hora de prática na Martelaria (data a ser agendada) para dar início ao seu projeto com o nosso acompanhamento *
⁣⁣
O que você vai aprender:
– Tipos de madeira
– Como comprar o material
– Medir e marcar as peças
– Orientação sobre segurança e equipamentos de proteção individual (EPIs);⁣⁣
– Familiarização das máquinas e ferramentas, etc.

O que está esperando para começar nesse universo da Marcenaria? Venha você também para Martelaria fazer você mesmo!