Lixas: tipos e características

Um bom acabamento é a assinatura de um ótimo profissional. É ele quem veste o produto e chama a atenção das pessoas. Para garantir o melhor trabalho é muito importante ter em mãos um material indispensável: a lixa, que é um papel de superfície abrasiva, usada para polir madeiras, metais e outros materiais.

No mercado existem muitos tipos, tamanhos e formatos, que atendem a diversos projetos. Elas podem ser usadas de maneira manual ou por meio do uso de uma lixadeira. A granulação ou grão das lixas variam, quanto maior o número na lixa menor é o tamanho do seu grão e quanto menor o número na lixa maior é o tamanho do seu grão, ou seja, as lixas mais finas geralmente são usadas para dar brilho e as mais grossas para desbaste.

Para não errar na hora de escolher o melhor tipo de lixa para o seu projeto, veja abaixo as características das mais usadas pelos profissionais do mercado.

Lixa Madeira

Ela é usada seca e em madeiras de diferentes densidades e tipos. Elimina farpas e melhora o acabamento antes do recebimento da pintura. A lixação deve ser feita sempre no sentido dos veios da madeira para que não haja ranhuras.

Lixa Metal

Usada para diversos tipos de superfícies metálicas como ferro, tubo e metalon. Ela tem a parte posterior feita em tecido. Imprescindível na preparação de peças para o recebimento de fundo. Além disso, é indicada para remover carepa de laminação e ferrugem.

Lixa D’água

Ela é usada molhada com água, querosene ou gasolina. Muito utilizada para acabamentos finos, como gesso, resina, metal, PVC e massa corrida. Ela remove os restos dos objetos lixados e vai, ao mesmo tempo, limpando as impurezas oriundas do processo.

E aí, qual é a melhor para o seu projeto? Conta para a gente aqui nos comentários.

Na Martelaria, que é um espaço em Sorocaba de ferramentas e máquinas compartilhadas, basta trazer o seu projeto, escolher a lixa e pronto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *